Luan, Renato e Romildo respondem a IVI sobre os seus ao maior do Sul, o ÚNICO QUE TEM HISTÓRIA NO RS.

O Grêmio estava unido contra a imprensa vermelha. Jogadores, comissão técnica e direção espinafraram a IVI.

Sobre Julio Cesar Santos, relembro este post.

Esqueceu, de tempos depois, de dizer que perderam para um time semi-profissional sem tradição alguma, que é o Mazembe. O fato ocorrido, deu para perceber que era apenas uma mentira sendo sustentada, pois o Inter nunca teve tradição alguma no futebol e só uma década boa, cheia de benefícios.

O Repórter que ficou rindo quando perguntou ao Luan sobre as vaias. Que, no momento, eram direcionadas ao goleiro do Ceará.  Tomou no meio. Espero que nenhum jogador mais dê entrevistas para ele.

Renato também enquadrou o “mortadela”, que toda a semana tenta colocar o treinador em algum outro clube ou seleção.

Por fim, Romildo com uma suprema elegância, que é marca do dirigente, mandou a IVI deixar o time trabalhar.

Parabéns a todos. E é bom que essa crítica ocorra em um momento vencedor do clube, para os jornalistas não falarem que a crítica é desculpa pelo momento no futebol.

Há anos sustentamos que a imprensa, quando é maldosa, atrapalha o clube. Basta lembrar o que foi feito no “Caso das Ovelhinhas”.

Por outro lado, a imprensa, quando é tendenciosa, abafa crises.
Como no caso do “Respeito à Direção do Inter”, ou esconder notícias sobre crises no vestiário ou salários atrasados.
Que com ver o Grêmio reconhecendo essa causa e agindo institucionalmente.

 

Erros Humanos

É aquela máxima: Os árbitros são humanos. Erram para os dois lados.

Erram a favor do Inter, e erram contra os adversários do Inter.

Só o Inter para ser beneficiado pela arbitragem contra o Corinthians.

Eram QUATRO jogadores do Inter em impedimento no gol do Damião, contra o Corinthians. Vai para a lista dos incontáveis erros de arbitragem para o Inter nesse campeonato. Se tivesse o VAR, a turminha vermelha, estaria na rabeira da tabela.

Já listamos vários beneficiamentos ao clube vermelho. Isso se deve, desde que um conselheiro deles está no comando da CBF. Estranho, não?

Hoje é dia em que o Guerrinha vai dizer que “não fala sobre arbitragem”.
Quando os colorados se sentem prejudicados pela arbitragem, aí o Guerrinha passa o dia falando do homem do apito.

Fizeram até um DVD, para falar sobre os benefícios ao Corinthians. Mas, se for fazer um dossiê do clube da zona sul de Porto Alegre, chega a dar vergonha.

Foram beneficiados em todas as partidas até agora no Campeonato Brasileiro.

Daí, eles falam: “Ain, mas e em 2005?”. Então, eles não vão comemorar a Copa do Brasil de 1992, que ganharam com um pênalti roubado. São as mesmas situações.

Daí, falam de 2009, aonde Ronaldo faz um gol que que eles julgam ser irregular. No lance, o fenômeno cai e no mesmo instante cobra a falta que resulta em gol. Sabe aonde aconteceu a mesma coisa? Isso mesmo. Em 2008, na estréia do D’alessandro com a camisa deles, aconteceu o mesmo lance que resultou em gol do Inter. Vão dizer que esse gol não valeu?

Esse GRE-nada, aliás, foi um jogo que assaltaram o Grêmio. Um gol impedido do Nilmar, um gol que não foi do D’alessandro, segundo a própria coerência dos colorados.

Odair Hellmann é um Argel que sabe usar o Tactical Pad.

Logo a imprensa vai começar o discurso que “qualquer posição” é titulo para o Inter, pois eles estão em reconstrução”.

Não ganhar o título é um fiasco para eles, depois de terrem chegado na liderança.
O resto, é discurso motivacional da IVI.

 

Fonte: http://www.blogdodemian.com.br/2018/09/erros-humanos.html

http://www.blogdodemian.com.br/2018/09/gremio-x-ivi.html

3 Comentários

  1. Colorado 24 de setembro de 2018 Reply
  2. Roberto 24 de setembro de 2018 Reply
  3. Janderson Amadeu Moras 26 de setembro de 2018 Reply

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *