Respondendo a vermelhagem sobre as suas teorias ridículas

Na última segunda, dia 04/12, houve a premiação dos melhores do Campeonato Brasileiro de 2018. Como de costume, o nosso zagueiro, Pedro Geromel, foi premiado um dos melhores do campeonato. Fato. É um dos melhores zagueiros do mundo. Mas, o que mais nos deixou intrigado, foi a premiação de Marcelo Lomba, Victor Cuesta e Rodrigo Dourado.

 

É óbvio que eles seriam premiados. Eles se entregaram 100% ao campeonato. Se o Grêmio se entregasse 100%, teria todo o seu time nesta lista. Mas, o que é de se chorar, é a VERMElhagem tentando dizer: ”Cadê o Maicon?”, “Victor Cuesta é melhor que o Kannemann”, só porque esses dois foram premiados.

Em 2015, todos queriam Geromel na seleção. Ele estava jogando demais. Mas, a torcida do Inter, dizia: “Ain, não pode convocar o Geromel porque ele nunca ganhou nada no Grêmio”. E eu pergunto pra vocês: O que o Victor Cuesta e Rodrigo Dourado ganharam no Inter? Nada. É que não existe coerência dessa gentinha. Eles mesmo, copiaram a Geral do Grêmio, em gênero, número e grau, fazendo a tal ”Guarda Popular”. Copiaram até as nossas músicas.

O Victor Cuesta é ruim. É um Índio sem grife. Eu comparo o Bressan como Índio, pois este tem o mesmo futebol, só não tem a mesma sorte. Zagueiro bom, é aquele que ganha taças, prêmios individuais e vai para a seleção. Isso, nenhum zagueiro do Inter fez. Olha o Bolívar, que era refugo nosso e virou ídolo lá. O Kannemann está indo tantas vezes para a seleção, porque ele é bom. O Victor Cuesta não vai mais, porque ele está jogando num time ruim e combina com o seu futebol. Kannemann tem taça, tem Libertadores, Copa do Brasil, tem prêmios continentais e vai para a seleção constantemente por causa disso. Já, o Victor Cuesta, não tem Libertadores. O máximo que consegue, é chegar em terceiro na tabela, sendo que focou 100% no campeonato. A taça que eles ganham, é de tentar comparar. Mas ele nem é lembrado nas convocações da seleção argentina.

 

Já o Rodrigo Dourado… Bom. Esse aí a IVI já vendeu ele por 100 milhões e nunca saiu. Talvez saia agora, para o Milan que está quebrado. Vai para o falido futebol italiano, enquanto quem é convocado são Walace e Arthur, dois jogadores que saíram do Grêmio. E a comparação com o Maicon? É simples. Ele tem taça. Ele tem Copa do Brasil, tem Recopa… E o Dourado não tem nada. Se formos por essa linha de raciocínio, quer dizer que o Lucas Leiva é bem melhor que o Perdigão, que nunca ganhou a bola de prata? O Lucas ganhou. Esse Dourado, nunca jogou nada. É ruim. Enquanto ele se contenta com a bolinha de prata, conquistada em um Campeonato Brasileiro que ele focou 100% e não ganhou, o Maicon tem a Recopa, a Copa do Brasil e a Libertadores. O Rodrigo Dourado, cada vez que pisa na Arena, ele fica com medo e treme as pernas, erra pra caramba. Nunca ganhou na Arena. O Maicon já meteu 5×0, no Inter, com o Dourado em campo.

O Maicon é lembrado pelo Tite… Já o Dourado, nem citado é.

A torcida do Inter, acha que foi um ano bom, mas a torcida gremista vai enfiar o dedo na cara da vermelhagem e vai dizer que ganhou a Recopa esse ano. E eles ganharam o que? A vaga direta para a Libertadores, que nós temos três e eles tem duas só. Além de nós, comemorar e gritar dentro do aterro da prefeitura, para 55 mil colorados ouvir ”um minuto de silêncio para o Inter que está morto”.  Além de, com o Bressan na zaga, eles precisarem fazer quatro gols e conseguirem fazer só dois e de bola parada ainda. Imagina, se não tivesse sido pênalti, nem falta, seria 0x0. E comemoramos com o time todo capenga dentro do chiqueiro deles. Eles não podem dizer o mesmo.

Então, que baixem a bolinha. Se não quiserem, a gente vai baixar e deixar eles bem com rabinho entre as pernas.

 

Sigam @GremioCeuAzul no Twitter.

4 Comentários

  1. Pedro 6 de dezembro de 2018 Reply
  2. Jones 6 de dezembro de 2018 Reply
  3. Jurandir 7 de dezembro de 2018 Reply
  4. RAMIRO 11 de dezembro de 2018 Reply

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *