Dirigente vermelho e a IVI: Um clube sem história, com história mal contada

Ontem na rádio Bandeirantes, um dirigente do Internacional, ao ser perguntado pela contratação de Diego Tardelli e questionado pela boa fase do Tricolor (também conhecido como maior do Sul) e respondeu da seguinte forma:

 

2006 a 2011 = 15 anos. Isso mostra o porque o Grêmio é o único clube do Rio Grande do Sul que sabe fazer negócios. Esse dirigente não sabe matemática.

Inter ficou, no máximo, 5 ou 6 anos vencendo. Nunca ficou na nossa frente, nem mesmo em cornetas. Em 2002, 2003, 2004, 2005 e metade de 2006, jogávamos na cara deles que vencíamos títulos e eles não ganhavam nada há anos, além de não terem nenhum título internacional e serem um clube de bairro. Essa corneta do “não tem mundial”, jogávamos na cara deles e todos ficavam quietos. Foram 23 anos, com milhares de torcedores colorados no olímpico ou no aterro, tendo que ouvir que não tinham Libertadores e nem Mundial. O mundo não conhecia eles, enfiávamos o dedo na cara deles dizendo isso e eles ficavam quietos.

Essa história do “Não tem mundial”, aproveitamos bem aproveitado e jogamos na cara deles, com NENHUM rebatendo e TODOS ficavam quietos. Até 2009, eles não zoavam de jeito nenhum, pois tínhamos DUAS Libertadores e eles UMA. Sempre se agarravam na segunda divisão.

De 2010, em diante, aí sim começavam a zoar o nosso jejum de títulos, mas eles também não ganhavam nada desde 2011. Momento bom, na mini-história deles, foi só em 70/92 e de 2006/2011. Nada de 10 ou 15 anos. Isso é mentira deslavada, assim como dizer que eles tem torcida grande.

Eles, na história, nunca conseguiram passar de 3 anos bons. Olha: 75-76/ 79/ 92/ 06-07-08 10-11. Esta é a história deles. Não me venham querer passar 15 anos bons no grito como foi a história do “15 sem titulos”.

Além de ser 6 anos, ele usa os 15 anos da gente para fazer o cálculo dele e depois diz que não pode pautar o trabalho dele pelo Grêmio. Mostrou como é pequeno e tacanho.

Esse time deles, nasceu em 2006. E, nos seus áureos tempos, vencemos com um time bem inferior uma taça que eles juravam que iriam nos golear na final. E foi dentro do aterro. Nos melhores momentos deles, nós cansamos de sambar neles. Uma história mal contada, de um clube sem história. Aqui nós contamos e deixamos a IVI em borbulha.

 

2 Comentários

  1. Avatar Espiriquitiberto 14 de fevereiro de 2019 Reply
  2. Avatar andre 15 de fevereiro de 2019 Reply

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *